UEPB anula provas de nível superior do concurso de Campina Grande

Imagem da internet
As provas do Concurso Público da Prefeitura de Campina Grande para todos os cargos de nível superior, aplicadas no domingo (23), vão ser anuladas, segundo informou a Universidade Estadual da Paraíba (UEPB) nesta terça-feira (25). A decisão foi tomada pela Comissão Permanente de Concursos (CPCON) em acordo com a Prefeitura.

O gabarito, divulgado nesta segunda-feira (24), causou polêmica porque todas as questões de Português e Raciocínio Lógico para os cargos de ensino superior - as 25 primeiras para qualquer cargo - tinham a alternativa “A” como resposta correta.

Segundo a UEPB, o problema ocorrido com o gabarito foi uma falha técnica do sistema de computador que deveria fazer a distribuição automática e aleatória das alternativas, mas não operou a distribuição nas áreas temáticas de Português e Raciocínio Lógico, mantendo o gabarito anterior encaminhado pela banca elaboradora.

As provas serão refeitas nas suas três áreas temáticas (Português, Raciocínio Lógico e Conhecimentos Específicos) ainda este ano, em data a ser divulgada. O conteúdo programático será o mesmo exigido no edital do concurso.

Como as provas dos níveis fundamental e médio não registraram nenhum problema, o calendário das provas práticas permanece inalterado para esses candidatos.

Com G1PB
Publicado por: Wilker Muniz
Em 25 de novembro de 2014
Tag :

Assembleia Legislativa aprova empréstimo de R$ 500 milhões para o governo

Os deputados da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) decidiram, nesta terça-feira (25), aprovar um empréstimo de R$ 500 milhões, junto a Caixa Econômica Federal (CEF), solicitado pelo Poder Executivo e manutenção dos vetos do poder executivo em dois projetos que pediam a estadualização de estradas que ligam municípios paraibanos.

O empréstimo aprovado nesta terça é referente ao Projeto de Lei do Governo do Estado que destina recursos ao financiamento das contrapartidas necessárias para obras executadas pelo Governo do Estado em parceria com o Governo Federal, por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Os vetos foram mantidos em projetos do deputado Vituriano de Abreu (PSC), que pediam a estadualização da estrada que liga a PB-400 ao distrito de engenheiro Ávidos, no município de Cajazeiras, Sertão paraibano, e a estadualização no trecho de cinco quilômetros da estrada que inicia na rodovia BR-116 e termina na divisa com o município de Aurora (CE), na Zona Rural do município paraibano de Cachoeira dos Índios. Os dois projetos foram vetados por maioria.
Publicado por: Wilker Muniz
Tag :

Cresce movimento em defesa da pré-candidatura de secretário a Prefeitura de Serra Branca em 2016

Passadas as eleições estaduais, começam em todas as cidades paraibanas as especulações e articulações com vistas às eleições municipais de 2016. Em Serra Branca não é diferente. Alguns nomes dividem a opinião dos eleitores, mas se fortalece junto à população um nome que há um bom tempo vem sendo comentado entre os serra-branquenses: o do secretário de Serviços Urbanos Vicente Fialho, o professor Sousinha.

Sem tradição política na família, nem experiência administrativa em cargos eletivos, Sousinha acumula na bagagem uma grande popularidade por sua atuação como secretário do Governo Dudu desde o ano de 2009. Em 2012, seu nome foi cotado para ser candidato a vereador, mas imediatamente abafado por ele próprio, que demonstrava não ter interesse em se candidatar.

Entretanto, com o chegar do segundo mandato do prefeito Dudu, a popularidade do secretário Sousinha não diminuiu e na impossibilidade de candidatura do prefeito, que já está em sua reeleição, seu nome ficou ainda mais forte, com direito a anúncio do próprio gestor para interlocutores de que apoiaria o nome do auxiliar. Mesmo com idas e vindas do secretário ao longo desses 6 anos de gestão, seu nome é o que se apresenta há dois anos do pleito como o mais forte para disputar a Prefeitura de Serra Branca pelo bloco governista. Sousinha é um dos principais homens de confiança do prefeito Eduardo Torreão em seus dois últimos mandatos e mesmo com algumas discordâncias, demonstrou fidelidade ao gestor em todo o período.

Nesse contexto, o nome do secretário e professor Vicente Fialho foi pela primeira vez citado em público no início da tarde desta terça-feira (25). Quando da entrevista do vereador Kléber Ribeiro ao Jornal da IND 2ª Edição, padre Lázaro Couto Brito, natural de Serra Branca, fez uma participação por telefone e disse que retornará seu domicílio eleitoral para o município, porque espera votar no secretário Sousinha.

Surpreso com a participação, o vereador Kléber desabafou que no momento o nome do auxiliar é de fato o mais forte para disputar a Prefeitura apoiado pelo prefeito e disse que estaria pronto para votar nele se o grupo assim entender. Perguntado se aceitaria ser vice numa chapa encabeçada por Sousinha, Kléber afirmou que não teria problema e que seria até uma honra.

Um detalhe curioso para a especulação é que enquanto em 2012, o secretário Sousinha não aceitava que ninguém sequer cogitasse seu nome para qualquer disputa, em 2014, o professor e possível candidato já sorrir com a possibilidade e busca ampliar sua popularidade entre os serra-branquenses.

Com De Olho no Cariri
Publicado por: Wilker Muniz

Prefeitura de Serra Branca não conclui obra da creche e MEC promete barrar recursos para novos projetos no município

Imagem da Creche
A falta de gestão no município de Serra Branca está chamando a atenção dos órgãos federais e a cidade poderá ser penalizada pela lentidão nas obras lideradas pelo Executivo. O Ministério da Educação prometeu barrar recursos para novos projetos enviados pela Secretaria de Educação caso a creche do bairro dos Pereiros não seja concluída.

A creche foi um projeto conseguido pela gestão do prefeito Eduardo Torreão, quando de um projeto enviado pela ex-secretária de educação Dalvanira Barros Leão. A cidade foi uma das poucas do Cariri contempladas com o benefício, mas já teve seu prazo de conclusão encerrado há quase dois anos.

A obra orçada em R$ 1.393.500,00 já teve todo o recurso liberado e está com mais de 90% de conclusão, mas com atividades paralisadas há vários meses fazendo com que o município perca todos os prazos solicitados ao Ministério da Educação. A creche teve seu prazo inicial de entrega para março de 2013, pediu prorrogação para março de 2014 e sem habilidade para concluí-la, fez um aditivo para o último mês de setembro. O Ministério da Educação agora poderá requisitar a devolução dos recursos liberados e a creche poderá se tornar um grande “elefante branco” sem conclusão.

No momento, a Prefeitura de Serra Branca tem R$ 423 mil em conta para pagamento da última parcela da obra. A empresa responsável culpa o prefeito Eduardo Torreão pelo atraso e o gestor atribui a responsabilidade à empresa, sem que nenhum explique qual a pendência existente entre ambos.

A comissão de fiscalização criada pela Câmara de Vereadores de Serra Branca precisará dar uma resposta à sociedade e ao Ministério Público quanto ao impasse. 

Enquanto isso, estudantes serra-branquenses reivindicam o envio de novos projetos para o MEC solicitando mais ônibus escolares para o município e o pedido poderá ser negado pela inércia da Prefeitura.

Com De Olho no Cariri
Publicado por: Wilker Muniz
Tag :

João Henrique, Edmilson Soares e Branco Mendes confirmam apoio a Adriano Galdino

Adriano Galdino
Os deputados João Henrique, Edmilson Soares e Branco Mendes, nessa ordem, acabam de confirmar oficialmente o apoio a Adriano Galdino para presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba.

Os três ocuparam a Tribuna no início da sessão ordinária desta terça-feira (25). Eles elogiaram a gestão de Ricardo Marcelo, mas destacaram a alternância de poder como fator crucial para o apoio a Galdino.

João Henrique disse que é a favor ao fim da reeleição na Casa e que o atual presidente já tinha lhe confidenciado o desejo de não continuar a frente do cargo.

Já Edmilson Soares afirmou que optou pela chapa pelo formato proposto, com Galdino no Biênio 2015-2016 e Gervásio Maia para o biênio 2017-2018.

O deputado Branco Mendes fez o discurso para, segundo ele, por fim as especulações. "Aqui venho afirmar que quando assino um documento, eu não mudo nunca a minha posição", disse Branco confirmando que assinou a lista de apoio a Galdino.

Com Wscom
Publicado por: Wilker Muniz
Tag :

No Cariri: Bandidos assaltam Correios, fazem refém e fogem atirando

A Agência dos Correios da cidade de Livramento, no cariri paraibano, foi mais uma vez alvo de bandidos. O fato ocorreu no início da tarde desta terça-feira (25).

De acordo com informações apuradas, por volta das 14:00 horas, quatro homens fortemente armados, chegaram na agência e anunciaram o assalto. Segundo populares, muitos tiros foram disparados pelos bandidos que a todo tempo amedrontavam os cidadãos que estavam no local.

Populares informaram ao Portal que os bandidos estavam no carro tipo Voyage, cor prata, placa de Natal-RN. Eles fugiram com destino ao estado vizinho do Pernambuco levando um refém, que foi liberado logo após o bando sair do centro da cidade.

Com Paraíba Mix
Publicado por: Wilker Muniz

Damião Feliciano pode assumir Secretaria de Saúde da PB e abrir vaga para Edvaldo Rosas na Câmara Federal

Dr. Damião
Reeleito para o seu quarto mandato, o deputado federal Damião Feliciano (PDT), está cotado para assumir uma das Secretarias do Governo Ricardo Coutinho, entre elas a Secretaria de Saúde da Paraíba.

Damião, que ganhou força no governo após emplacar a sua esposa, Lígia Feliciano (PDT), como vice governadora, poderá ser a primeira novidade na mudança que Ricardo Coutinho fará na sua equipe de governo para o segundo mandato. O parlamentar é médico e tem vasta experiencia na área.

Segundo informações dos bastidores, Damião Feliciano (PDT) e outras lideranças políticas do PSB estariam fazendo a costura como forma de garantir a ascensão do suplente de deputado Evaldo Rosas (PSB) como titular do cargo.

Levar Damião para o Governo seria o primeiro passo para garantir espaço para Edvaldo Rosas, primeiro suplente do PSB, dando ao governador Ricardo Coutinho, pela primeira vez, o apoio de um deputado da mesma sigla no Congresso Nacional.

Em 2010, Ricardo tentou essa estratégia sem sucesso, já que o então deputado federal Romero Rodrigues (PSDB) foi cotado a época para ocupar a Secretaria de Interiorização.

Com PB Agora
Publicado por: Wilker Muniz
Tag :

SEM TRANSPARÊNCIA: Prefeito caririzeiro não envia prestação de contas à Câmara desde fevereiro deste ano

Prefeito Josa
Numa Democracia como a vigente no Brasil, a mais importante função de um vereador é o controle e a fiscalização dos atos do Executivo, impedindo-lhe os abusos. Em Parari, cidade situada há 240 km da capital João Pessoa, os vereadores do município estão despreocupados ou sem condições de realizar sua principal atividade. Isso porque ferindo a lei, a Prefeitura Municipal de Parari está há 10 meses sem enviar balancetes com as prestações de contas do município e demonstra total desrespeito com o Poder Legislativo e descompromisso com a transparência devida à população.

O último balancete de contas enviado a Câmara de Vereadores de Parari foi em janeiro deste ano e de lá para cá, o prefeito José Josemar está fazendo o que quer com o dinheiro repassado mensalmente a Prefeitura, sem nenhum controle do principal órgão fiscalizador do município.

O balancete, segundo o presidente da Câmara de Vereadores Diógenes Correia, fica a disposição na Casa para que os vereadores e a população possam ter acesso e acompanhar o que a Prefeitura está fazendo com o dinheiro público, mas mesmo solicitando várias vezes, o presidente disse que não recebeu até o momento nenhuma sinalização de cumprimento desta obrigação por parte do Executivo.

Por falar em descumprimento, o presidente denunciou, após ser procurado por nossa reportagem, que desde o ano de 2013, nenhum Projeto de Lei aprovado e enviado pela Câmara de Vereadores foi sancionado pelo prefeito Josa. Segundo ele, os projetos tramitam apenas na Casa e quando para a Prefeitura seguem, voltam sem nenhum visto do prefeito, num total desrespeito à Casa Legislativa da qual o gestor fez parte por 4 mandatos consecutivos.

Com De Olho no Cariri
Publicado por: Wilker Muniz
Tag :

Procase promove intercâmbio entre rendeiras do Cariri e de PE

O Projeto de Desenvolvimento Sustentável do Cariri, Seridó e Curimataú (Procase) realizou, neste domingo (23), no município de Poção (PE), em parceria com a organização Procasur e a Cáritas Diocesana de Pesqueira, um intercâmbio produtivo entre grupos de rendeiras dos Estados da Paraíba e Pernambuco, com o objetivo de compartilhar experiências bem sucedidas da produção da renda renascença na região.

Participaram do evento as rendeiras da Associação de Resistência de Rendeiras de Cacimbinha (Arca) e da Cooperativa de Bens e Serviços de São João do Tigre (Coopertigre), ambas do município de São João do Tigre (PB), e rendeiras da Associação Cáritas Paroquial Cruzeiro de Poção, da região agreste de Pernambuco.

A coordenadora do Procase, Dirce Ostroski, destaca que as duas entidades representantes da Paraíba desenvolvem projetos voltados ao desenvolvimento sustentável da renda renascença no Cariri do estado. “Estamos investindo aproximadamente R$ 300 mil nesses dois projetos, com aquisição de equipamentos, reforma do local de trabalho e compra de matéria prima, além das capacitações técnicas e dos intercâmbios produtivos, visando à qualificação dos grupos de mulheres e a difusão de conhecimento”, comenta.

Para a representante da Procasur no Brasil, Lia Poggio, o intercâmbio foi um momento rico de diversos saberes. “Foi um espaço para os grupos de rendeiras, de Poção e São João do Tigre compartilharem conhecimentos e experiências, mas também de apontarem os desafios, as fragilidades, as chaves de sucesso e os êxitos enquanto coletivos que estão no semiárido”, afirmou.

O intercâmbio serviu como atividade preparatória para a “Feira de Conhecimento”, que será realizada nos dias 6 e 7 deste mês, no município de Monteiro, com a temática da renda renascença, evidenciando as experiências bem sucedidas desenvolvidas pelas associações e cooperativas de rendeiras dos dois Estados, e a produção do setor na região.

PROCASE - Resultado da parceria entre o Governo do Estado e o Fundo Internacional para o Desenvolvimento Agrícola (Fida), o Procase beneficia projetos de associações e cooperativas rurais de 56 municípios do semiárido paraibano, onde serão investidos US$ 49,6 milhões, aproximadamente R$ 100 milhões, sendo 50% dos recursos oriundos do Fida e 50% do Governo, para um período de seis anos.
Publicado por: Wilker Muniz
Tag :

Câncer de próstata: 930 paraibanos podem ter a doença, aponta pesquisa

Imagem da internet
O câncer continua a ser um problema mundial, e o câncer de próstata é o segundo mais recorrente. De acordo com dados do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), são esperados 68 mil casos do câncer de próstata até o final de 2014. Na Paraíba, a pesquisa indicou que 930 homens podem ter a doença, destes, 220 seriam em João Pessoa.

Neste mês, a campanha mundial Novembro Azul, criada em 2008 pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, visa esclarecer a população acerca dos mitos da doença e estimular o exame como forma de prevenção do câncer de próstata, o que continua a ser um tabu entre os homens. De acordo com o urologista do sistema Hapvida Saúde, Osório Abath, este é um dos principais fatores da mortalidade em decorrência da doença. “Um dos maiores problemas é o preconceito dos homens em relação ao exame de toque, que continua sendo o meio mais eficaz de descoberta do tumor”, explica.

No início, este tipo de câncer não apresenta sintomas significativos que possam ser associados a ele, o que pode causar uma descoberta tardia da doença. Segundo o urologista, o diagnóstico precoce garante que os homens tenham quase 100% de chance de cura. Por causa disso, a recomendação médica é que os homens com casos de câncer de próstata na família comecem a fazer os exames a partir dos 40 anos. Já os que não se encaixam nesse perfil podem aguardar até os 45 anos.

Após a descoberta do tumor, é preciso fazer o exame de PSA (Antígeno Prostático Específico) e, posteriormente, a biópsia, que confirmará ou não a doença. O tratamento deste câncer pode ser feito através de radioterapia, que queimará o tumor, ou cirurgia, com retirada da próstata. O urologista explica que, depois do procedimento cerca de 20% dos homens podem ter impotência, que pode ser resolvida com uma prótese peniana, ou incontinência urinária.

“A próstata tem um hormônio dependente e é desenvolvida pela testosterona. Com a retirada desse hormônio, a próstata atrofia, sendo esse um dos passos básicos no tratamento da doença, mas que pode causar a perda do desejo sexual”, afirma o médico. No entanto, Osório Abath esclarece que, depois dos 40 anos, é normal que haja uma elevação nos níveis desse hormônio e, por consequência, um crescimento da próstata. Dependendo do tamanho que atinja, isso pode causar problemas urinários, mas nem sempre é sinal de que o homem está com câncer.

Com Click PB
Publicado por: Wilker Muniz

Vereador Paulo Sérgio pode deixar a vida pública

Na manhã desta segunda-feira (24), recebemos a informação de que o vereador monteirense Paulo Sérgio estaria pensando seriamente em deixar a vida pública. Mais quais os motivos? Um deles é o acúmulo de atividades na vida empresarial que estariam impossibilitando o mesmo de dar seguimento as suas atividades legislativas. Outro motivo seria os conselhos de amigos próximos ao vereador para que o mesmo deixasse o meio político, dedicando-se mais a família e aos negócios particulares. Procurado, o vereador não afirmou, mas também deixou o que antes era tratado aos risos, hoje um assunto levado com mais seriedade.

- O que posso afirmar, é que nos últimos dias tenho pensado com mais tranquilidade sobre o assunto. Nos últimos anos, amigos mais próximos têm me aconselhado a viver com mais tranquilidade, viver mais pra família. O ritmo político ultimamente tem sido frenético. E temos deixado muito coisa de lado em prol do legislativo, e dos compromissos que temos com amigos e correligionários. Mas não é uma decisão fácil, sei da responsabilidade, das pessoas que de mim dependem. Politicamente vivo um bom momento, mas nossa vida particular tem que ser vista com mais carinho, e digo que a porcentagem que antes era zero, hoje subiu para os 50% – falou Paulo Sérgio.

Nos bastidores da politica monteirense, sabe-se que Paulo Sérgio é um dos nomes fortes para concorrer a poder municipal em 2016. Conhecendo o vereador, e o momento empresarial que vive, a possibilidade de deixar a vida pública é uma decisão que pode mesmo ser anunciada em breve.
Publicado por: Wilker Muniz
Tag :

Quadrilha frauda vestibulares no país há mais de 20 anos

O delegado da Polícia Civil Jeferson Botelho disse que a quadrilha presa neste domingo (23), durante o vestibular de medicina da Faculdade de Ciências Médicas em Belo Horizonte, atua há mais de 20 anos no país, praticando fraude em processos de seleção. A declaração foi dada nesta segunda-feira (24), em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri. Segundo o delegado, o grupo fraudou ainda o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012, 2013 e 2014.

Trinta e três pessoas foram detidas pela Polícia Civil na Operação Hemostase II, durante o processo seletivo da Faculdade de Ciências Médicas, na capital mineira, no domingo (23). Investigadores ainda fizeram diligências em Teófilo Otoni, no Vale de Mucuri, e em Governador Valadares, no Leste de Minas, além da cidade do Guarujá, no litoral de São Paulo. A investigação é feita há oito meses. A quadrilha é suspeita de vender resultados de provas do Enem e do processo seletivo da faculdade de medicina para candidatos através de micropontos eletrônicos e um moderno sistema de transmissão de dados.

De acordo com o delegado Antônio Júnio Dutra Prado, coordenador do Grupo de Combate às Organizações Criminosas da Polícia Civil, que atua junto ao Ministério Público de Minas Gerais, a quadrilha tem, entre seus membros, especialistas em várias áreas de conhecimento, que eram usados para fazerem as provas rapidamente, sair no tempo mínimo e passarem os resultados para os candidatos que ainda estavam participando dos exames. Segundo investigações da polícia, o grupo cobrava entre R$ 70 mil e R$ 200 mil dos candidatos.

A polícia informou que o grupo detido inclui 11 integrantes da quadrilha e 22 candidatos que faziam a prova. A investigação aponta que a quadrilha era chefiada por dois mineiros: Áureo Moura Ferreira, que mora em Teófilo Otoni, e Carlos Roberto Leite Lobo, empresário que reside em Guarujá. Um policial civil de Governador Valadares, na Região Leste de Minas Gerais, também está preso.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) disse, na tarde desta segunda-feira (24) que não foi comunidado oficialmente desta suspeita de fraude pela Polícia Federal, órgão que investiga casos de fraude no Enem. A Operação Hemostase II foi deflagrada pela Polícia Civil de Minas.

Suspeita engoliu microponto eletrônico
A Polícia Civil contou com a ajuda da Faculdade de Ciências Médicas para prender os suspeitos da fraude. Vários policiais à paisana acompanharam os candidatos. A escola só foi avisada da ação momentos antes da abertura dos portões.

“No dia do vestibular, a polícia compareceu ao campus onde estava sendo realizada a prova e aí sim falou que já existia uma investigação em curso e que o nosso vestibular era alvo (…). Nós colocamos à disposição toda a nossa estrutura e ao final do processo confirmou-se a suspeita”, disse o vice-diretor da faculdade, Marcelo Miranda.

Na operação, os policiais usaram coletes semelhantes aos dos fiscais de prova. À medida que os suspeitos terminavam os testes eram levados pelos agentes disfarçados de funcionários a uma sala reservada. Eles foram identificados a partir da lista de inscritos. Assim que todos foram reunidos, a polícia deu voz de prisão e apreendeu os equipamentos eletrônicos. Segundo a faculdade, uma das candidatas chegou a engolir o microponto eletrônico que estava em seu ouvido, na tentativa de escapar do flagrante. Segundo o delegado Antônio Prado, ela foi encaminhada para um hospital para exames e liberada na sequência.

Todos os suspeitos detidos dentro das salas de aula foram eliminados do vestibular. Segundo a faculdade, a operação não atrapalhou o andamento do processo seletivo e, por isso, ele não será cancelado.

A Polícia Civil já vinha investigando a possibilidade de fraude no vestibular há oito meses, segundo o vice-diretor. A desconfiança começou a partir da deflagração da Operação Hemostase I, em dezembro de 2013, quando foi descoberto esquema de venda de vagas em cursos de medicina em Minas Gerais e no Rio de Janeiro. “Nós procuramos nos informar se o nosso vestibular então teria sido vítima, se a fraude que foi concretizada em outros concursos teria ocorrido aqui”, disse Miranda. Na época, não foram constatadas fraudes na Faculdade de Ciências Médicas.
Publicado por: Wilker Muniz

Destaque da Semana

Fan page

+Cariri em Foco

Copyright Cariri em Foco. Todos os direitos reservados - O site que agrega as principais notícias do Cariri paraibano.